notícias

Voltar para notícias 

P&D Aneel 20 anos: Lactec se consolida como um dos principais parceiros
tecnológicos

02/10/2020


O Programa de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) completou, este ano, duas décadas de existência. Nesse período, o setor elétrico brasileiro passou por inúmeras transformações e teve o respaldo das instituições de inovação e tecnologia para obter ganhos em eficiência, promover a modicidade tarifária e a segurança energética para o desenvolvimento sustentável do país.

O Lactec foi um dos centros de inovação pioneiros no Programa de P&D Aneel e se consolidou como um dos principais parceiros tecnológicos, com a conclusão de aproximadamente 400 projetos. São diversas linhas de pesquisa aplicada para inserção de novas tecnologias em processos, materiais e equipamentos, que facilitam rotinas operacionais e de manutenção, reduzem custos, melhoram o desempenho das usinas e de instalações elétricas, tornam os processos mais sustentáveis e aprimoram a gestão de ativos.

Para o presidente do Lactec, Luiz Fernando Vianna, esses investimentos no Programa de P&D Aneel impactam diretamente no aprimoramento do setor elétrico, mas o "efeito dominó” dos benefícios tem uma abrangência muito maior. "Os ecossistemas de inovação dentro do mercado de energia têm um papel crucial para o desenvolvimento do País, pois estimulam o surgimento de novas cadeias produtivas, o que significa mais empregos e dinheiro circulando para aquecer a economia. E, na ponta, ajudamos ainda a levar mais qualidade de vida e a transformar a vida das pessoas.”

Vianna aponta que outros fatores importantes, estimulados pelo Programa de P&D Aneel, são a produção de conhecimento para formar profissionais qualificados e a aproximação entre a universidade e a indústria para oferecer soluções efetivas ao setor elétrico.

Acervo tecnológico nacional

Os projetos de P&D contribuem para a construção de um acervo tecnológico próprio, o que evita que o País fique "refém” de tecnologias importadas, muitas vezes mais caras e nem sempre aderentes às necessidades do sistema elétrico brasileiro. Muitos projetos resultam, inclusive, em produtos patenteados e comercializados nos mercados interno e externo, envolvendo ICTs, elétricas e parceiros industriais.

O Lactec tem, atualmente, 68 patentes ativas, de invenção ou de modelo de utilidade, junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), das quais 23 são patentes já concedidas. Além disso, dispõe de 14 registros de desenho industrial e 18 registros de softwares.

No ano passado, a empresa obteve sua primeira patente internacional, concedida pelo Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos (USPTO) para o Equipamento Robótico com Controle Remoto para Poda de Árvores perto de Linhas de Energia Energizadas. Trata-se de patente conjunta para o Lactec, que desenvolveu o projeto, a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba), do Grupo Neoenergia, que foi a contratante do projeto de P&D, e a Feergs - Ferramentas e Equipamentos Elétricos, que foi o parceiro industrial.

*O vídeo sobre a consolidação do Lactec nos 20 anos de P&D Aneel está disponível pelo link: https://bit.ly/3iFZUtX 

Para saber mais sobre o Lactec, clique aqui.

(Lactec - 01/10/2020)